27 de janeiro de 2013

As folhas de outono

Era outono, e as folhas das árvores cobriram o quintal da casa, ventava frio, mas mesmo assim ela pegou seu casaco e o melhor cobertor, colocou um pouco de café dentro de uma velha xícara, e foi se sentar na varanda da casa, ela observava como as folhas caiam das árvores, e de como elas mudavam de cor e textura, passavam varias pessoas e todas olhavam para aquela árvore enorme na varanda da casa de uma adolescente, é a adolescente rebelde, que morava sozinha, vivia dando festas, a menina de quem os vizinhos mais reclamavam, mas ela não dava a mínima, ela continuava sendo do seu jeito. O vento fez com que a porta batesse e ela levou um susto, continuou a observar as folhas, e então ele apareceu, o coração da menina começou a bater cada mais rápido e forte, que ela pensou que ele estava escutando, foi daí que ele começou a vir na direção dela, subiu os pequenos degraus da varanda e foi falar com a menina. Ele se ajoelhou na frente dela, foi daí que o sonho acabou, era o menino, não era só um menino, babaca e idiota, e ele ainda lhe disse:
” Me perdoa por tudo, eu não queria ter feito aquilo mas …”
Ela o interrompeu:
“Espere ai, agora eu to me lembrando você me enganou me machucou, ta vendo aquelas folhas lá no chão, então essas folhas sou eu, e árvore é você, agora pensa bem comigo, as folhas ao caírem daquela árvore, elas murcham, secam, porque elas precisam de estarem ligadas a árvore para poder ser lindas, coloridas, mas não o outono é a época em que as folhas caem, e isso acontece por que Deus quer assim, igual nós dois, mas sabe a árvore fez com que Deus tivesse ele pensamento, ela só pensava em como ela era linda, e que não poderia ter folhas assim como eu, mas sabe as folhas assim como eu elas desapareceram e perderão aquilo que se chama amor, e elas são vão se importar de novo quando acharem uma árvore que nunca deixe elas, e mesmo que as folhas ainda tem aquele pinguinho de esperança elas lembram do que a árvore fez para elas estarem assim. Então não adianta vim pedir desculpas, seu tempo já passou e agora o inverno está quase chegando, e ele vai acabar com seus galhos querido, mas só te falo mais uma coisa acredite para eu mudar só outra árvore, mas para você mudar só uma serra-elétrica mesmo.”
A garota entrou, e deixou aquela árvore (ops, menino) plantado bem longe dela. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright (C) BLOG CINDERELA NA REAL I TECNOLOGIA BLOGGER I DESIGN POR SUSAN SANTOS • PROGRAMAÇÃO POR HEART IDEAS.